Voltar para Todos os Eventos

Suspeitos.PT

  • Hard Club S.2 Praça do Infante Dom Henrique 4050-252 Porto Portugal (mapa)

Uma noite de sonoridade indie é a proposta d’Os Suspeitos e da promotora Mr. November. Será no dia 2 de Fevereiro, pelas 21.30h, que a sala 2 do Hard Club irá receber Birds are Indie, Plastic People e :papercutz.

Os Birds are Indie formaram-se em Coimbra e lançaram o seu primeiro disco, o EP “Life is Long”, em 2010, seguido por “Ok, It's Christmas”, um ano depois. Inicialmente era apenas um duo, Joana Coker e Ricardo Jerónimo, tendo passado a trio com a chegada de Henrique Toscano. Em 2012 saiu o primeiro longa duração, “How Music fits our Silence”, seguindo-se “Love is not enough” (2014) e “Let’s pretend the world has stopped” (2016). Em 2018 chegou o mais recente trabalho “Local Affairs”. A banda continua a apostar numa sonoridade leve que flui suavemente de canções simples e melódicas, com letras românticas e introspectivas.

A revista Visão considerou que "a grande força deste pequeno grupo é o modo como as canções parecem surgir do nada, fáceis, delicadas. Simples. Este trio deixa-nos a promessa de nos fazer sorrir e de nos roubar o coração, com um humor subtil que faz lembrar a música dos They Might Be Giants”. Já o semanário Expresso considerou que o som da banda era uma “envolvente viagem sonora, com uma pop inteligente, pontuada por excelentes vozes.

Os Plastic People nasceram na terra onde dormem, para todo o sempre, os amantes Pedro e Inês a quem o Destino roubou violentamente a oportunidade de se continuarem a amar em vida. Não admira, portanto, que seja uma banda que se diz oscilar entre o amor e o ódio, entre a luz e a escuridão, entre a luxúria e a decadência. O trio formado por João Gonçalo (voz), André Frutuoso (guitarra) e JT (sintetizadores, teclados, voz) combina melodias simples e sonoridades atmosféricas como que saídas de um romance punk, num universo habitado pelos The Velvet Underground, Joy Division, The Jesus & Mary Chain, Suicide, David Bowie ou Iggy Pop. “Visions” é o disco de estreia, com “Riding High On Acid” o single de apresentação dos Plastic People que, em 2018, já marcaram presença no Festival Vilar de Mouros, tendo a tour de apresentação do álbum passado por todo o país e ainda por Espanha.

 A dupla portuense :papercutz ultrapassou já a década de existência. Bruno Miguel e Catarina Miranda apresentam uma sonoridade pop de características vincadamente electrónicas. O primeiro álbum, “Lylac” foi lançado em 2008, seguindo-se “Do Outro Lado Do Espelho” em 2010 e “The Blur Between Us”, três anos depois, produzido por Chris Coady, ligado aos Beach House, TV On The Radio, Gang Gang Dance e Yeah Yeah Yeahs. Foi um disco que deu projecção internacional à banda, levando-os a tocar por todo o Mundo, desde os EUA à Europa, passando pelo Japão onde “The Blur…” teve honras de edição especial local. O quarto e mais recente disco intitula-se “King Ruiner” e saiu no final de 2017. Anunciado como uma “nova abordagem sonora, evocando harmonias pop e motivos corais encontrados em geografias não ocidentais”, na opinião do site Echo Boomer, com “melodias interpretadas por sintetizadores analógicos, batidas urbanas, texturas ambientais e percussões de raiz tribal”. Victor Balenciano, no Público, identifica “uma pop electrónica de contornos escuros, com qualquer coisa de etéreo e sonhador, um tipo de sonoridade com mais afinidades globais do que propriamente com o cenário português”. A criatividade foi sempre um elemento presente na concepção estética da banda, que nunca se vergou ao facilitismo e ao comodismo.

suspeitos PT.jpg
Evento Anterior: 9 de janeiro
Holy Motors (EE)
Evento Posterior: 8 de fevereiro
Night Flowers (UK)